21/12/2015

Saudade engole a gente menina...

Dizem que a saudade é um grito no vazio, sentimento que corroe a alma, que tira o sossego, eu nunca ouvi falar de ninguém que morreu por sentir saudade, mas já ouvi falar de quem perdeu a vontade de se viver por causa dela. Coração é um órgão estranho, está ali para cumprir sua função, mas sai com mais papeis do que muitos atores por ai. Quando estamos passando por alguma fase, seja ela boa ou ruim, nunca damos muita importância a ela, só que o tempo não espera, ele age e muito rápido, quando vemos já é 10 de maio de 2020 e tudo aquilo que aconteceu? Será que nos serviu para algo? Será que a gente conseguiu tirar proveito de cada situação vivida, e será que hoje a gente sabe dizer por que acontecem coisas ruins quando tudo está indo bem? A vida é aquela filmagem acelerada, que em um momento estou aqui escrevendo, amanhã me casando e depois só Deus sabe aonde. Uma vez eu li que se queremos algo devemos nos levantar do sofá e ir atrás, porque nada vai ser deixado na nossa porta, e que reclamar não vai facilitar em nada. E o que isso tem haver com saudade? Simples, às vezes temos que seguir em frente, e o difícil não é seguir e sim continuar andando sem poder olhar para trás para ver tudo que estamos deixando. Meu caro pode ter certeza que quando menos esperarmos irá vir do nada aquela pessoa na nossa mente, não só uma e sim várias, a gente vai fechar os olhos com força, pegar o celular para ligar para elas, mas como? Se não temos mais seus números, se aquele pensamento devida nova. tudo novo subiu nas nossas cabeças, vamos olhar fotos de quando éramos felizes e não sabíamos e quando nos dermos conta a imagem estará toda encharcada de lágrimas, ai você vai cair na real que a vida não tem o botão de replay, e que não podemos pausar nos melhores momentos, e que aquele dia em que você amanheceu com vontade de faltar da escola, do trabalho ou qualquer outro encontro entre pessoas sem motivo algum, e que amanhã então tudo se acaba e tenho certeza que se você pudesse voltar no tempo transformaria aqueles dias desperdiçados em dias novos para rever os amigos, não é mesmo? E chegará algum dia em que vamos acordar no meio da noite, depois de um sonho talvez, e em meio ao desespero vamos abrir a porta e sair por ai, sabendo que não adianta, não iremos encontrá-los, a gente ajoelhará no asfalto no meio da madrugada, vamos chorar e chorar e iremos olhar ao nosso redor e nos perguntar “O que estamos fazendo aqui?”, e essas pessoas novas? Elas não lembram nada seus amigos não é mesmo? Elas são sérias, parecem que não viveram momentos como os seus, parece que você não se encaixa ali, você está buscando por um sonho, mas não está tão feliz por dentro, como você era naquele outro lugar. Então me diz “O que será de nós e de você sem tem alguém pra te entender?”

Nenhum comentário:

Postar um comentário